sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Maria- Mãe de Jesus

Quem era Maria?
A época do nascimento de Jesus, todas as mulheres judias almejavam ser mãe de um filho varão, na esperança de ser a mãe do rei dos judeus, promessa que encontramos em Isaías 7:14 “Eis que a virgem conceberá e dará a luz um filho e lhe chamará Emanuel” que significa Deus conosco. Imagine as princesas judias, viviam em ansiedade.
Mas Deus escolheu uma mulher especial, humilde, submissa, e amada – era noiva!
Quando José soube o que estava ocorrendo por amor a ela, resolveu deixá-la como Mateus 1:19 diz: secretamente.
Maria foi uma pessoa especial “mãe de Jesus”. E que mãe! Cuidadosa, sempre presente. Aonde os encontramos juntos? No templo aos 12 anos, em um casamento em Caná da Galiléia e ao pé da cruz.
Temos em Maria um exemplo a ser seguido, até quando ela em alto e bom som nos indica Jesus como seu salvador e nosso. Lucas 1:47.
Hoje é muito difícil sermos uma mãe dentro dos parâmetros da Bíblia se não a conhecermos. O mundo está pronto para oferecer aos nossos filhos tudo que aparentemente é bom e agradável, mas devemos nos aconselharmos na Palavra que diz: “ensina a criança no caminho que deve andar, e ainda quando for velho não se desviará dele.” Provérbios 22: 13, esta é a minha certeza. Amém!
A nossa responsabilidade como mães é muito grande, os filhos não são nossos, apenas somos guardadores, mordomos do que é do Senhor e como tal teremos que pensar: um dia Deus pode nos cobrar por algo que deveríamos ter feito e por desleixo, acomodação, falta de amor não o fizemos.
Pela graça de Deus fui uma mãe presente na vida dos quatro filhos que Ele me confiou. Aprendi tudo que sei sobre Deus com minha mãe, sou a 4ª geração de mães evangélicas. Amei a minha mãe como a ninguém, até que no seu leito de dor pude me despedir dela sabendo que um dia na eternidade vou encontrá-la, pois, acreditamos no mesmo Deus.
A você mãe, com filhos já crescidos e que não puderam criá-los no caminho do Senhor, ainda está em tempo, com seu exemplo de mulher cristã, mulher de oração, eles verão Cristo em cada uma de vocês.
Mãezinha com filhos pequenos lembrem-se que são jóias a serem lapidadas para se transformar em diamantes. Vai depender de você. A vida agitada de hoje nos tornam impacientes. Procurem em nome de Jesus, ouvir seus filhos sempre que as procurarem. Muitas vezes o corre-corre da vida nos torna impacientes, mas lembre, querida, eles crescem, batem asas e em nós, fica a saudade de um convívio que poderia ter sido bem mais agradavel.
Cada vez que lembro meus filhos pequenos, ao redor da mesa com coleguinhas estudando (sempre preferi os filhos dos outros em nossa casa, que os meus na casa do visinho), os lembro com saudade.
Para defendê-los me transformo em leoa, para repreendê-los bastava chamá-los pelo nome completo. Ah, que saudade! Pela inteira graça de Deus nós continuamos muito juntos, não só os filhos, mas aqueles que por intermédio deles fizeram nossa família crescer: noras, netos. Quando um adoece parece que é aquele que mais amamos. Me sinto amada por todos, porque entre nós existe um Deus Provedor que tudo vê e que acima de tudo é AMOR. Lembra MÃE, que tudo é Dele, o Senhor, inclusive nossos filhos, Aleluia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário